Gostou de algum texto? Quer copiar o texto inteiro ou parte dele? Clique e saiba como fazer!

Licença Creative Commons
A obra Vagabond of the Western World de Luciana Alves Bonfim foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não-Comercial - Obras Derivadas Proibidas 3.0 Não Adaptada.
Com base na obra disponível em dontfearthereaper1981.blogspot.com.

Desejados!!!

quarta-feira, 24 de dezembro de 2008

Natal politicamente incorreto...

Como é feio desejar o mal pros outros! Mas é mais feio fazer o mal pros outros, então...

Querido Papai Noel...

Durante este ano de 2008, você pôde ver que me comportei de maneira exemplar. Tirando uma ou outra gripe/resfriado/afonia, não faltei com o meu trabalho. Até terminei o ano com todas as tarefas de alunos corrigidas, olha que avanço! Fui legal com as minhas colegas de trabalho. Com os meus alunos, fui legal quando mereceram e dura quando necessário, pro próprio bem deles, você sabe. Ajudei em casa no que pude. Acredito ter sido uma boa amiga, embora alguns telefonemas poderiam ter sido mais frequentes. Acredito também ter sido uma boa filha e irmã, apesar das brigas e discussões que sempre acabam acontecendo - e que não contam pra nada nessa história de bom comportamento durante o ano. E pra terminar, enquanto durou, fui uma ótima namorada. Fui leal, fiel e amei com todas as forças. Por isso, acredito que nesse final de ano eu tenha direito a alguns presentes de Natal. Segue lista abaixo:

1 - Aumento. Eu mereço um aumento. De salário.
2 - Diminuição. Eu mereço uma diminuição. De peso.
3 - Sonhar mais vezes com o meu pai. Tenho saudade.

Dos pedidos acima, eu faço questão. Dos pedidos abaixo, se o senhor, querido Papai Noel, não tiver nada pra fazer, eu ficaria muito contente com os seguintes itens abaixo também:

4 - que as pessoas que riram e falaram de mim pelas costas (no bom sentido), como hienas hipócritas, contrariando todos os princípios de moral, valores e princípios que costumavam alardear com orgulho e peito estufado... que essas pessoas tenham diarréia até o c* fazer bico depois da ceia de Natal... e do ano novo... e no dia do Carnaval. E depois de encer u c* de chocolate na Páscoa. Diarréia eterna.
5 - que os alunos que riram e falaram de mim pelas costas (no bom sentido[2]) virem professores depois de formados e pós-graduados nas MELHORES universidades do país. Sim, eu disse MELHORES. Pontos pra mim se eu passo alunos nas melhores unis do país/estado. Inferno pra eles o fato de virarem professores.
6 - que a(s) pessoa(s) responsável(veis) por decidir as matérias específicas de Vestibular pro curso de Letras Port/Inglês da Unioeste de Rondon tenham um Natal, Ano Novo, Carnaval, Páscoa e resto de ano tão abençoado quanto os imbecis do item 4.
7 - que todos os parentes que visitam os outros SEM AVISAR antes, que chegam em cima da hora do almoço bem naquele dia que a sua mãe fez arroz empapado, feijão aguado e chuchu cozido... da próxima vez que essas pessoas forem aparecer sem avisar, que o pneu delas fure no meio do caminho e, se possível, que elas estejam sem celular.
8 - que todas aquelas pessoas malucas, psicóticas e desesperadas do supermercado - incluindo aquelas apressadas que passaram com o carrinho de compras por cima do meu pé (ou bateram com ele no meu joelho)... que o Peru de Natal dessas pessoas torre até virar carvão. Que o Chester que elas compraram nas custas de passar na frente das pessoas e emperrar o caminho... que o Chester comece a cacarejar em cima da mesa e saia voando... e que, na pressa de passar por cima de todo mundo, o champagne que elas tenham comprado esteja fora da data de validade.
9 -que vizinh, digo, qualquer pessoa covarde a ponto de destratar crianças, pais e mães e idosos e por em risco a vida de outras pessoas, seja no trânsito, seja mentindo na hora de pedir ajuda aos vizinhos... que essas pessoas morram. E tomem uma dose de abacaxi no meio da bunda todas as manhãs, tardes e noites da vida eterna no inferno, que é o lugar pra onde elas merecidamente devem ir.

É o que eu desejo do fundo do meu coração neste Natal, querido Papai Noel...

É feio desejar o mal. Mas é mais feio fazer o mal.

Nenhum comentário: