Gostou de algum texto? Quer copiar o texto inteiro ou parte dele? Clique e saiba como fazer!

Licença Creative Commons
A obra Vagabond of the Western World de Luciana Alves Bonfim foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não-Comercial - Obras Derivadas Proibidas 3.0 Não Adaptada.
Com base na obra disponível em dontfearthereaper1981.blogspot.com.

Desejados!!!

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Hiperinteressante...

*fofoqueira MODE ON - se bem que eu nem precisaria ligar esse botão, néam*

Enfim... vocês viram? A mãe do falecido da Susana Vieira processando ela e mais a torcida do Flamengo pelas calúnias e difamações contra o santo do filhinho dela? Tô bege, então. Bem se vê de onde o falecido herdou as habilidades de trambiqueiro ganhador-de-dinheiro-fácil. Convenhamos... aposto que Susana Vieira mais torcida do Flamengo também teriam motivos de sobra pra processar o falecido. Se eu fosse mãe de um tipo desses, ficaria bem quietinha na minha. Nossa, que vergonha alheia.

*intelectual MODE ON*

Eu adoro a Superinteressante. Eu sou capaz de dizer que é a melhor revista brasileira atualmente. Melhor no sentido de trazer informação científica, histórica e tecnológica de uma maneira confiável e, na medida do possível, imparcial. Sinto saudades dos tempos em que os editores da Super davam mais destaques para assuntos relacionados á Astronomia. Também gostei da época das grandes reportagens histórico-arqueológicas. A pior fase da Super, pra mim, foi quando os editores davam importância pra frescuras naturebas: medicinas alternativas, ayuvérdicas e nhé nhé nhé. Mas quando voltei a assinar a Super, voltei porque sabia que os bons tempos voltaram a reinar na edição da revista.

Mas depois de ler duas reportagens, fiquei deprimida. A primeira edição que chegou aqui em casa, depois de anos, vem me dizer que não importa o que eu faça, praticamente todas as minhas ações estarão envolvidas com a máfia em algum momento. Do contrabando, da exploração do trabalho, das drogas. Ou então, que tudo o que eu faço é, está sendo ou será vigiado/analisado por empresas interessadas no meu e no seu padrão de consumo. Ai, que saco! Como a Van sempre faz questão de frisar: ignorância é uma benção. Ô, se é.

Não imaginam o lixo que eu me senti quando pensei nas coisinhas da 25 de Março que eu comprei e que povoam a minha mente de compradora compulsiva. Eu pago mais barato porque tem alguém lá na China recebendo U$ 1,00/dia pra fabricar essas coisinhas. Ou então, tem meninas menstruando com 7 anos de idade e os pais dela com câncer lá na Itália porque os filhos da puta mafiosos falsificam documentações de grandes empresas européias e diminuem de U$ 10,00 para U$ 0,10 o custo pra sumir com lixo tóxico - que vai parar em aterros a céu aberto e expor pessoas inocentes, animais e plantas á radiação.

Como eu vou conseguir comprar minhas canetinhas coloridas com cheirinho de frutas Made in China sem me sentir um lixo? E agora, comofás pra frear aquele desejo de comprar coisas praticamente de graça no PY ou em algum 1,99 sem me sentir uma vaca? Como eu vou saber se não usaram substância tóxica pra fabricar os meus organizadorezinhos de plástico que eu gosto tanto de compra? Simples, ué. Não compra! Simples o cacete! Se eu deixar de comprar, qual é a diferença que vai fazer? E o computador que eu uso? As roupas? As comidas processadas? Os produtos de limpeza?

Ain... acho que vou morar numa caverna.

Mentira, não vou. Ai, tão vendo? Eu amo o Capitalismo, mas porra... o Capitalismo é uma bosta. Eu não vivo sem o Capitalismo, mas o Capitalismo tira a vida digna de muita gente. Saco!

É por isso que eu desenvolvi um novo sistema econômico chamado Lucianismo. É simples. Acompanhe: o Lucianismo se baseia no princípio de que Primitivismo, Coletivismo, Mercantilismo, Liberalismo, Comunismo, Anarquismo, Socialismo, Neo-liberalismo e todos os ISMOS... nenhum prestou, não está prestando e nunca vai prestar. Após essa breve premissa teórica desprovida de conceitos complexos, mas agraciada com um teor cuja verdade é totalmente irrefutável, segue-se uma breve descrição do plano de ação lucianista. ("Breve" segundo a visão geminiana da palavra).

O Lucianismo não é nenhum desdobramento óbvio do Capitalismo ou qualquer ISMO existente. Também não necessita de nenhuma revolução burguesa ou proletária para acontecer. Como desdobramento capitalista, o Lucianismo apenas continuaria com as práticas ocidentais atuais de acúmulo de lucro e aprimoraria esquemas de exploração e alienação da população. Como resultado de uma revolução burguesa ou proletária, o Lucianismo implantaria ditaduras interessadas nos interesses (?!) próprios e acabaria por oprimir a classe opositora. Como disse antes, o Lucianismo surge da simples constatação de que nada prestou, não presta e nem prestará. Ponto.

De acordo com sua teórica mais famosa, a professora de inglês e historiadora frustrada Luciana Alves Bonfim, o Lucianismo precisa apenas de um dedo e um botão para entrar em vigor. O dedo, no caso, serio o dedo médio da própria teórica. Ela disse que escolheu o dedo médio como símbolo da sua revolta e rebeldia por tudo não prestar. O botão, no caso, seria aquele que acionaria todas as ogivas nucleares do planeta. O ato de pressionar tal botão utilizando o dedo médio da mão direita, fazendo o sinal de heavy metal com a mão esquerda, ouvindo Jailbreak do Thin Lizz no talo e mostrando a língua a la Gene Simmons seria, segundo a nossa teórica, o símbolo que representaria a libertação humana de todos os problemas da face da Terra. Literalmente falando.


E olha que era pra ser breve.

Amanhã a Van vira ânus! Aqueeeeeeeeela jantinha by seu Lilo e dona Lurdes... A Van putaça porque tá de aníver... A gente enrolando pra entregar o presente... A Van putaça porque a gente tá enrolando pra entregar o presente... A gente jogando pontinho/Uno... A Taís putaça porque tá perdendo o jogo... Ai ai... eu amo esses meus amigos, viu! S2

3 comentários:

...::: A Luciana :::... disse...

Errei o nome do Thin Lizzy. Vou pro inferno, ó a basflêmia!

E votem em mim!

Van disse...

Os fubááááás.

Marcelo (Metalian) Matos disse...

Desisto. Vo add esse blog. Adorei! E viva os Gêminianos!