Gostou de algum texto? Quer copiar o texto inteiro ou parte dele? Clique e saiba como fazer!

Licença Creative Commons
A obra Vagabond of the Western World de Luciana Alves Bonfim foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não-Comercial - Obras Derivadas Proibidas 3.0 Não Adaptada.
Com base na obra disponível em dontfearthereaper1981.blogspot.com.

Desejados!!!

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

O Fidel, o Obama, o Kiss e eu.

Já começo a porcaria do dia internético lendo que o idiota do Fidel tá pedindo aos venezuelanos que apóiem a reeleição INDEFINIDA. E que uma juíza norte-americana autorizou a alimentação forçada de presos em Guantánamo. Que saco. Escuta aqui, ô Fidel Gagá Castro... você não é contra a interferência norte-americana na política da América Latina? Mas interferência cubana pode, né? Morre logo que já passou do tempo. E vem cá... o Obama não disse que fecharia a porcaria da prisão em Guantánamo? Eu sou mais a favor que terrorista morra mesmo, mas essa Guantánamo dá vergonha alheia (=vide artigo na Superinteressante desse mês).

Mas falemos de coisas mais interessantes para o bem da humanidade = fico sabendo amanhã se consegui os ingressos do KISS ou não. Ah, não vou ficar me matando pelos ingressos não. O primeiro impulso foi fazer qualquer coisa por um ingresso. Mas é tanta encheção de saco da Ticketmaster, tanta regalia pra quem tem cartão do banco que eu faço questão de não mencionar aqui pra não fazer nem alusão - quem dirá propaganda... é taxa de (in)conveniência pra cá... é telefone pra lá. E a formação nem é a original.

Ok, ok... é o Paul. E a língua do Gene.... E as músicas, né... Porra, é o KISS, né...

Calma, Luciana. Respira. É só o KISS.

Morriiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii!!!!!

Minha história com o KISS começou com Detroit Rock City. Bendito dia que eu aluguei esse vídeo pra assistir. Mudou minha vida - sem medo de exagerar. Me apresentou o rock mais pesado. Me levou pro hard rock e heavy metal. Eu sei lá explicar em palavras, mas sabe aquela coisa que a gente sente quando ouve as intros das músicas preferidas? Os riffs, os solos, as viradas na batera... De fazer arrepiar.

Tudo isso é culpa sua, pai. Me fez gostar de música, me apresentou Os Incríveis, The Jordans, The Jet Blacks, The Ventures, The Shadows, Roberto Carlos na época mais fodona da jovem guarda... E hoje em dia eu descubro que os caras que eu curto aprenderam com os caras que você curtia. Eric Clapton, Dire Straits, Dr. Sin... Dá um orgulho saber que você ouvia os mesmos caras que o Mark Knopfler e saber que babava nos timbres do Hank Marvin que serviram de escola pra caras tipo Mark Knopfler, Eric Clapton... Que os caras do Dr. Sin cresceram ouvindo Os Incríveis como eu e o Fer.

A nossa família é uma família de bananas, você tem que concordar. Tava falando hoje pro Fer que a gente não tem nenhuma disputa familiar, nenhuma briga, nos vemos todos os dias, moramos juntos e nos aguentamos. Um estresse aqui, uma briga ali, uma zoada acolá... mas nada de terrível. A única coisa capaz de causar terremoto é o fato de um de nós dois (eu ou Fer) comer um risólis a mais do que o outro. Ou um docinho a mais do que o outro. Ou acabar com a sobremesa de uva sem que o outro esteja presente para ajudar a acabar com a sobremesa também. Quer ver a gente virar bicho é ultrapassar esse limite inconscientemente imposto por nós dois (eu e Fer).

Acho que a única coisa capaz de causar tamanha comoção na família vai ser na hora de dividir os seus discos, paizito... Eu quero os do curso de inglês. E do Roberto Carlos na jovem guarda. E TO-DOS d'Os Incríveis, The Jordans, The Jet Blacks, The Shadows, The Ventures... é... vai dar briga...

Tá, tá, tá. Tô enrolando pra ver se o cara do Kiss Army Brasil responde meu e-mail. Acho que nem durmo hoje de noite. Puta que pariu!

Tô com vontade de escrever sobre a volta às aulas. Mas ficaria muito comprido. Fica pra outro post. Se eu não esquecer, óbvio.

A Van tá de aparelho! A Van tá de aparelho! A Van tá gostoson... digo, tá de aparelho!

=***

Um comentário:

Betty La fea disse...

Comecaremos uma luta para conseguir os ingressos por que MERECE-MAIS-QUE-QUALQUER-UM ir a esse Show e "Show" com Maiúscula.