Gostou de algum texto? Quer copiar o texto inteiro ou parte dele? Clique e saiba como fazer!

Licença Creative Commons
A obra Vagabond of the Western World de Luciana Alves Bonfim foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não-Comercial - Obras Derivadas Proibidas 3.0 Não Adaptada.
Com base na obra disponível em dontfearthereaper1981.blogspot.com.

Desejados!!!

sábado, 14 de fevereiro de 2009

Vai um KY aí?

Esse mundo tá virado uma Jiraya, como diria a AmanDiva. É peão tendo filho aos treze anos (e nem é numa favelo no Brasil), é gente dizendo que foi atacada por neonazistas e gente dizendo que é tudo mentira... Pelo menos a gente tem o que ler na globo.com e o que comentar no blog.

É governo gastando dinheiro da saúde pública com gel lubrificante pra gays. Aliás, escolho me ater um pouco mais a essa última notícia... Porra! Gel lubrificante? Mas de quem foi a "brilhante" idéia? Quem foi a anta que me saiu com essa, ao invés de dirigir a verba pra aumentar ainda mais a distribuição de camisinhas - isso sim uma questão de saúde pública, planejamento e conscientização familiar, ainda mais se levarmos em conta os devaneios carnavalísticos e carnais da população brasileira nessa época do ano. Mas não... vamos distribuir gel lubrificante para os homossexuais. Quero que os dois leitores que aqui frequentam (kkkkk) entendam que não é uma questão de ser contra homossexualidade ou coisa do gênero. É uma questão de lógica e uso correto e objetivo do dinheiro da saúde pública...

Supomos que, dentre 100 pessoas sexualmente ativas e bem resolvidas quanto á sexualidade, 50% sejam homossexuais. Destas 50 pessoas, 20% seja gay e 20% seja lésbica e 10% seja bi. Não esqueçam dos 50 héteros restantes (relevem os fetiches). Façam as contas comigo. Falando francamente e sem falsos moralismos, quem dessas 100 pessoas dá a bunda? Supondo que dos 20 gays, apenas 5 sejam só ativos, então temos 15 gays passivos. Entre os bi, joguemos alto: 5 pessoas queimam a rosca. Vamos deixar as lésbicas de lado. Dos 50 heteros, considerando que 50% são mulheres, é bem provável que umas 10 liberem geral para maridos, amantes, namorados, chefes e afins. (Levem em consideração que as outras 15 mulheres não dão porque vai doer, porque nunca fariam isso ou porque tem nojo...). Ok até aqui? Sei lá, mas acredito que seja uma projeção que chega marromeno perto da verdade...

Então vamos lá... o total de felizes queimadores de rosca é, entre heteros e homos, 30 pessoas. Nada contra queimadores de rosca, repito. A bunda é deles, eles fazem o que quiserem com elas, certo? Doendo ou não, dando prazer ou não. E, justamente porque fazem o que quiserem, é uma escolha particular dessas 30 pessoas, estão me acompanhando?

Ok... agora eu pergunto, o que é prioridade: facilitar e aliviar uma prática (que só é realizada porque causa prazer) sexual de 30% da população sexualmente ativa; ou evitar que 100% dessa população sexualmente ativa contraia alguma DST (e depois saia por aí fazendo o favor de espalhar pro resto do mundo) e que o mês de novembro seja o mês dos bebês de carnaval?

FAZ FAVOR, NÉ! Não precisa ser Ministro da Saúde pra responder uma pergunta óbvia dessa.
Gasta um pouco mais (mas não tanto quanto vão gastar com gel lubrificante para homossexuais) e invistam em camisinhas lubrificadas de qualidade, então. É tão óbvio, que eu fico puta com uma coisa dessas.

Sem mais sobre o assunto. Estressei.

Sexta foi dia de médico. Dói na alma largar R$ 130,00 pra ouvir que você tá na mesma de dois meses atrás, e conseguir a mesma receita de remédio de sempre. Eu praticamente já decorei os meus diálogos com a doutora Cristina. Não que eu não goste dela e não que eu ache que ela não mereça... mas é foda do mesmo jeito. O que eu demoro e sofro zilhões pra ganhar, ela ganha em 15 minutos de conversa e exames de rotina (pressão, batimento, bla bla bla). Quero ser médica na próxima encarnação.

Ah, lembrei! Vou agora mesmo no orkut editar a parte sobre o par ideal. "Que use desodorante". Custa baratinho, e só faz bem. Rexona nunca te abandona, se o caso for crítico e extremo. Pra outros casos, sempre existe um Natura pra não prejudicar a sua saúde. E olha que nem tô exigindo um perfume... mas agradeço caso o seu uso seja feito. Porra... sete horas da manhã e o povo parecendo não ter tomado banho? E ainda vem segurar na barra do ônibus bem em cima de você? Cruzes... Ah, desculpa aí se parece meio "frescura". Mas quem não gosta de sentar do lado de alguém perfumadinho, ainda que minimanente - pra não causar dor de cabeça?

Van, eu adoro conversar com você.

Pra terminar a bobageira de hoje... eu me esqueci do que tinha que falar. Enfim, dane-se. Estou no aguardo dos meus "precious". Só quando eles chegarem, vou poder dizer que irei com certeza ver a banda mais quente do mundo. Imagina eu lá, na hora em que o apresentador diz:

"You wanted the best,
You got the best!
The hottest band in the world..."

E eu gritando junto...

KISSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS ! ! !

BeijosmeligaPaulStanley!

Um comentário:

Van disse...

Kiss sem Ky!