Gostou de algum texto? Quer copiar o texto inteiro ou parte dele? Clique e saiba como fazer!

Licença Creative Commons
A obra Vagabond of the Western World de Luciana Alves Bonfim foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não-Comercial - Obras Derivadas Proibidas 3.0 Não Adaptada.
Com base na obra disponível em dontfearthereaper1981.blogspot.com.

Desejados!!!

segunda-feira, 6 de abril de 2009

We´re going to Ki-iss!

Minha nossa senhora do salto quebrado, quázmorri! Desde quarta-feira sem net, pensa numa seca. Vício é triste, é triste... Pelo menos serviu pra ver o quão dependente eu estou. Ou estava. Ou estou? Enfim... isso não importa....

O que realmente importa é que eu vou ver the hottest band in the world ao vivo, a cores... e de uma respeitada distância - diga-se de passagem - mas tudo bem. Não faço questão de morrer esmagada na grade que separa a fubazada dos "vips".

É tudo uma questão de ver as coisas pelo lado bom. No show do Angra em Cascavel, por exemplo. Enquanto eu estava lá, a menos de cinco metros do Kiko Loureiro, vendo cada bangueada dele, observando atentamente a bund... digo... as costas dele quando ele virava pro Aquiles (Achiles.. sei lá, dane-se)... enfim... tão pertinho do Kiko, mas tanta pisada no pé, tanto cabeludo tosco jogando os cabelos suados na minha testa, uma fubazada subindo no colo dos outros - bem na minha frente.... Baixinha sofre, Merlim que me perdoe.

A melhor coisa que eu fiz naquele show foi sair da frente do palco. O som melhorou, a vista melhorou, o espaço aumentou, o vento fresquinho agradou... e eu ainda rachei de rir do Edu Falaschi assassinando a Carry On.

Espero que dessa vez seja melhor... já estamos planejando em ficar perto dos bares/banheiros e/ou perto da "mesinha" de som. Ohohohohohohohoho... Triste, néam?!

Jesus, me chicoteia, o que eu tô fazendo aqui postando? Eu devia estar me preparando pra viajar. Taí comprovado: vi-ci-a-da. Larguei pra Zeus.

Olha, além da minha viagem pra ver o KISS tem o Emmerlindo viajandinho pro Espírito Santo. Vai ver a praia pela primeira vez, rezo tanto pra ele não se afogar, não deixar a correnteza puxar ele pro mar, etc, etc. Já dei todos os conselhos possíveis: não entra no mar se a placa proibir, fica esperto com a correnteza, não abre os olhos debaixo d'água - aliás, abre sim. Que graça tem ver a praia pela primeira vez e não abrir o olho naquela maravilha de água salgada? Você lá, quebrando uma onda, abrindo o olho debaixo dela, sem ver porra nenhuma a não ser água e areia, e logo em seguida se arrependendo até a pupila por ter feito a besteira de ter aberto o olho em água salgada... Coisa mais meiga. E mesmo assim, você abre o olho de novo, e de novo... uma hora acostuma.

Tá... deixa eu dar uma chegadinha no Fórum do Chat de Metal, aprender um pouco sobre filas de show...

Acreditam que eu tô com medo?

Tá.. até quinta então.
Então tá.

Nenhum comentário: