Gostou de algum texto? Quer copiar o texto inteiro ou parte dele? Clique e saiba como fazer!

Licença Creative Commons
A obra Vagabond of the Western World de Luciana Alves Bonfim foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não-Comercial - Obras Derivadas Proibidas 3.0 Não Adaptada.
Com base na obra disponível em dontfearthereaper1981.blogspot.com.

Desejados!!!

sexta-feira, 22 de maio de 2009

Eu joguei pedra na cruz...

Só pode!

Bom, pra começar: não é um post meu se não for alguma reclamação, néam?

Mas eu só posso mesmo ter jogado pedra na cruz. Deve ser castigo por ter mentido pra mãe na hora da missa na Sexta-feira Santa, dizendo que eu precisava voltar pra casa porque estava com dor de barriga, quando na verdade o meu objetivo era assistir Lagoa Azul. Sempre passava Lagoa Azul na sexta-feira santa, cês já notaram isso?

Lembram que eu reclamei aqui da minha falta de tempo, de assumir coisas nos meus horários de folga pra ter um pouco mais de dinheiro conforto na vida? Pois é... pois eu mereço aplausos irônicos de todos vocês...

Como se não bastasse o fato de eu passar a semana inteira com a cara enfiada no computador, sem almoçar direito, sem ter as horas de descanso entre as aulas da tarde e da noite, e indo dormir só depois da uma hora da manhã.... hoje eu descubro, pro meu desgosto e infelicidade geral dos meus neurônios, olhinhos e dedinhos cansados, que eu estou fazendo uma tradução de doutorado praticamente DE GRAÇA. É... de graça.

Puuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuta que pariu, que ódio!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Resolvi perguntar pra Tutti (Scarlet [Márcia], do chat de metal do Terra, e professora da UFRS) quanto ela costumava cobrar pelas traduções. Ela, como sempre muito fofa e querida, mesmo estando em aula, me respondeu passando um site nacional dos tradutores com a tabela de preço fixada.

Quando eu vi que CADA PALAVRA traduzida custava R$ 0,24 eu quase morri de rir, né. Achei que os meus R$ 10,00 por página eram uma faca na barriga. Mas por curiosidade, verifiquei quantas palavras o artigo tinha. Cinco mil, quatrocentas e uma palavras. Sabem quanto isso dá quando multiplicado por R$ 0,24? É... pois é... "siferray" com força e sem vaselina. Descobri que, na metade de apenas um artigo eu já poderia ter cobrado mil reais... Cês leram direito? MIL REAIS a mais do que eu na verdade estou cobrando pela tradução de dois artigos.

Cara... MIL REAIS! Preciso dizer que eu chorei de raiva? Uhhhhhhhhhhh, que ódio! Quantos livros eu não poderia comprar? E makes? E perfumes? Tá, tá, tá... quanta coisa eu poderia arrumar aqui em casa... em quanta coisa eu poderia ajudar aqui em casa? Duvido que alguém fosse pagar o que a tradução vale de verdade.

Ta aí... vou perguntar pra Tutti de novo se o povo paga o quanto vale mesmo.

Uhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh.... ¬¬

5 comentários:

Daniel disse...

Po,Lu, me passa uns lances aí pra traduzir, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Emerson disse...

Pô, custava ter colocado o resultado da multiplicação ali no post tbm?

eu tive q abrir a calculadora pra calcular, fiquei curioso neah

ainda bem q o meu teclado tem uma tecla só pra calculadora

mudando de assunto:
eu não quero mais ser garoto de programa
não quero mais vender côco na praia
não quero mais ser dono de uma filial do graal
não quero mais ser diarista
agora eu quero ser tradutor!

Cris Pironi disse...

Lu, é uma surra de facão, mas é isso aí, vivendo e aprendendo, honey bunny!!

Bjs mil.

Bonitas e bacanas disse...

Puuutz, mil reais???

Olha, devem pagar. Senão, traduziriam eles próprios. Como não traduzem, provavelmente não sabem haha

Que bom que o blog voltou ao normal!

Bjsss

Van disse...

Força ai com as traduções.
Beijos!