Gostou de algum texto? Quer copiar o texto inteiro ou parte dele? Clique e saiba como fazer!

Licença Creative Commons
A obra Vagabond of the Western World de Luciana Alves Bonfim foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não-Comercial - Obras Derivadas Proibidas 3.0 Não Adaptada.
Com base na obra disponível em dontfearthereaper1981.blogspot.com.

Desejados!!!

sexta-feira, 29 de maio de 2009

Punkrockhardcore!

Não sei de vocês, mas eu sempre travo conversas pitorescas, bizarras, exóticas, políticas, "cabeça" e inúteis com o meu irmão em duas situações específicas: quando viajamos juntos e, podem rir, quando somos responsáveis por organizar a cozinha depois do almoço/janta. Essa última, aliás, tem sido uma tarefa da qual não conseguimos nos libertar desde a mais tenra idade.

Durante a organização da cozinha, inclusive, é quando aconteceram as melhores lembranças da minha infância: a gente colocando os discos no pai na vitrola e cantando junto não vou falar que demorávamos 2 horas pra lavar a louça do café; eu literalmente puxando o tapete debaixo da cadeira onde o meu irmão subia pra poder guardar a louça e ele caindo e se estabacando no chão, tadinho; eu esfregando açucar na cara do meu irmão o dia em que ele mandou eu adoçar a vida... Ah, só coisas meigas!

Hoje, conversávamos sobre a música que ouvíamos. Estava num CD que eu gravei com vários "hits" pffffffffkkkkkk pra usar na escola, baseado em gramática e bla bla bla. E ouvíamos a "Fallen" do The Offspring - uma banda que eu sempre gostei, sempre riram da minha cara, e eu sempre continuei gostando, hunf.

Pra quem não sabe, meu TCC na faculdade ia ser sobre algo relacionado a Punk e a cena brasileira dos anos 70/80... mas acabei desistindo porque, ao invés de falar do Renato Russo, o mané pomba-gira do meu orientador queria porque queria que eu falasse do Cazuza. ¬¬

Por causa disso, li vários livros sobre o punk, comprei vários CDs, bla bla bla. Sabe aquela simpatia que você acaba tendo sobre algo que está estudando? Pois é. Eu defendia o punk rs. Mas daí, anos depois, durante a organização de uma cozinha, conversando com o meu irmão, chegamos á conclusão simples e tardia de que "movimento punk? Que nada!"

É meio óbvio, né. Está escrito nos livros, principalmente os que fazem a crítica ao punk. Se o punk acaba virando movimento, ele não é mais "punk" - se considerarmos que o "punk" foi, em rápidas palavras, uma manifestação de descontentamento com o status quo político, econômico, social e musical da época (final dos anos 70 - Inglaterra).

Mas porque eu tô escrevendo coisas que toda a torcida do Corinthians argh! já sabe? Bom, pra falar a verdade, a torcida do Corinthians não é lá de saber muito coisa a respeito da vida, universo e tudo mais, né... ihihihihihi... e eu lá sou de perder piada?.

Escrevo isso só pra registrar na minha história de vida que, depois de tanto pensar e matutar e ler a respeito, finalmente eu cheguei á uma conclusa sobre os termos "punk" e "hardcore". Sempre ficava meio "assim" sobre esses termos quando me perguntavam a diferença entre eles. Pra mim, não tinha diferença, era tudo igual.

Mas durante a organização da cozinha, numa conversa com uma pessoa que eu admiro pra caramba embora eu tenha que implorar pra ele parar de roncar, ou então brigar pra dividir o leite condensado de maneira correta - a gente tem mais de vinte anos ; é que eu tive uma revelação (né, Taís? kkkkk).

Foi-me revelado que existe sim uma diferença entre punk e hardcore. Que PUNK é o nome do fenômeno de contestação que surgiu na Inglaterra/EUA no final dos anos 70. E que hardcore é a música que a gente ouve hoje, derivada desse fenômeno. Deixa eu explicar melhor: é anacrônico chamar o Offspring, Green Day e diabo a quatro de banda punk, já que eles não surgiram naquele contexto de contestação. O que as bandas hardcore cantam hoje não é mais o que as bandas punks cantavam lá no final dos anos 70. Ramones, The Clash, Sex Pistols e Cia. Ltda. cantavam o seu momento, que é diferente do momento atual, certo?

Sem contar que... o que é hardcore hoje em dia, né? Fresno? NXZero? Com todo o respeito a quem gosta dessas bandas e do Lucas, né Van?, mas é nítida a diferença de preocupações da galera da época do punk e da galera do hardcore. Cada um canta o que quiser, mas eu, com toda a minha panca de má e minha pseudo-intelectualidade, me recuso a chamar essas bandas de "Punk". No máximo, "hardcore", né... por causa da sonoridade e tals.

É isso... a única semelhança entre "punk" e "hardcore", pra mim, é a sonoridade - talvez nem isso, já que o lema "do-it-yourself" do "punk" não vale para as mega produções, mega shows, mega endorsements das bandas de hardcore que a gente vê hoje.

O que isso soma á sua vida? Nada, né.
E na minha? Nada, também.

Mas sabe quando você tem um "issue"? Um assunto mal-resolvido que, volta e meia, te incomoda e não vai parar de incomodar até você achar a solução ou resposta pra ele? Pois é. Esse "issue" não me incomoda mais.

E eu vou continuar ouvindo Offspring. E digo mais... eles não são uma banda de punk vendidos, simplesmente porque nunca foram punks. Dãããããã. E tem coisa mais punk do que o João Gordo usar a própria mídia pra avacalhar e tirar um sarrinho dela? Traidor do movimento, nesse caso, só o Dado Dolabella, que foi parar nas novelinhas pseudo-mexicanas do SBT. Tsc, tsc, tsc...

Agora, com licença. Preciso ligar pra serralheria, fábrica de móveis, loja de material de construção... Vai ser um dia "punk".

XD

Deu pra perceber que eu aprendi a usar esse recurso de riscar as palavras, né? Fazia tanto tempo que eu queria saber, mas a preguiça me impedia. Ok... preparem-se para várias palavrinhas riscadas de agora em diante. No more "cor parecida com o fundo da tela".Câmbio, desligo!

8 comentários:

Bonitas e bacanas disse...

HahahahahahaHahahahahahaHahahahahahaHahahahahahaHahahahahahaHahahahahahaHahahahahahaHahahahahahaHahahahahahaHahahahahahaHahahahahahaHahahahahahaHahahahahahaHahahahahahaHahahahahahaHahahahahahaHahahahahahaHahahahahahaHahahahahahaHahahahahahaHahahahahahaHahahahahahaHahahahahaha

Rindo muito aqui com o açúcar na cara.

HahahahahahaHahahahahahaHahahahahahaHahahahahahaHahahahahahaHahahahahahaHahahahahahaHahahahahahaHahahahahahaHahahahahahaHahahahahahaHahahahahahaHahahahahaha

Meu deus!! QUe ótima ideia. hahahahahahahahahahahahaha


Ih, de música, só sei ouvir, não sei entrar nessas discussoes, não, mas realmente nada a ver Offspring, Green Day com as outras. Aliás, pra mim isso nem é banda. Claro, tem gente que gosta e não tô nem aí, mas eu acho um horror.

Eu não sei esse recursos de riscar as palavras, vou procurar.


E, sim, tem que ter cartão inter, mas qq banco dá.

Bjsss

Bonitas e bacanas disse...

Que fácil!!!!!!!!!!!!!!!!!
Obrigadíssima!!!

Bjssss

Bonitas e bacanas disse...

Agora que vi seu outro comentário.
hahaha, brigad apor ler tudo.
Mas às vezes eu tbém vou direto por nome da vendcedora haha Vai que sou eu, né?

bjsss

Daniel disse...

Po, ta louco, tenho nada contra quem curte esses sons tipo Nx Zero, Cpm 22 e tal também não, mas putz, é ruim demais, kkkkkkkkk.
Ainda tem gente no meu msn que vem dizer que os caras são muito bons, que as músicas são de qualidade e ainda dizem serem melhores que bandas clássicas como Led, BLack Sabbath, kkkkkkkkk; sei que comparar bandas não é uma coisa sensata, mas po, temos que admitir pelo menos os valores culturais e históricos de certas bandas, independentemente do estilo do qual faça parte (o que não concordo também, essa classificação e rotulação); enfim, é insano demais ver o que a juventude de hoje curte ouvir no mundo, nas rádios, etc. É coisa de louco completo.

Myllana disse...

Boas histórias de infâncias e as lembranças gostosas que temos não há dinheiro que pague.

papo cabeça dá nisso.

Bom fim de semana

Cris Pironi disse...

Lu, procure um dermatologista de sua confiança, que retorne o q vc deseja, caso contrário não dá.

Uma vez fui em uma do plano de saúde da ampresa e sabe o q ela fezpela minha pele? Nada, não resolveu nada, quem resolveu foi a Lúcia.

Procure até achar a profissional que melhor corresponde às suas expectativas!

Um super bj!

Shogun disse...

Favor me diz ai onde poe o risquinho, pq não achei isso no meu kkkkkkkkkk

Muito me interessa kkkkkkkkkkkkk

Van disse...

Lucas fofinho =)
Amo a Lu minha escritora.