Gostou de algum texto? Quer copiar o texto inteiro ou parte dele? Clique e saiba como fazer!

Licença Creative Commons
A obra Vagabond of the Western World de Luciana Alves Bonfim foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não-Comercial - Obras Derivadas Proibidas 3.0 Não Adaptada.
Com base na obra disponível em dontfearthereaper1981.blogspot.com.

Desejados!!!

domingo, 14 de junho de 2009

2.8

Se tem coisa que eu detesto nessa vida é quando eu pergunto pros meus alunos/students qual é a banda favorita deles, ou então o ator favorito, filme, música... e eles respodem com um medíocre "I don´t know".

A preguiça mental é tanta, a mediocridade é tanta... que eles nem se dão ao trabalho de pensar a respeito. Dá medo só de pensar que esses caras vão votar daqui a uns quatro, cinco anos. Mas que inferno, hein. Se não se dão ao trabalho nem de pensar sobre coisas inúteis como banda e filme favoritos, imagina pensar sobre coisas complexas como decisões políticas acertadas, problemas sociais complexos...

Que infortúnio ¬¬
Zeus nos ajude.

Acho que é a época do ano que faz isso comigo. Toda vez é aquela mesma sina de ficar pensando na vida, no universo e tudo mais. É mais forte que eu. Tipassim, não dá pra evitar e as perguntas são sempre as mesmas, né...

1) "O que eu tô fazendo da minha vida?"
2) "Eu tenho algo do que me orgulhar?"
3) "Tô sendo uma boa pessoa?"
4) "Eu sou feliz?"

kkkkkkkkkkkkkkkkk, mas é um fim de carreira mesmo, não? Vamos tentar responder... Ai que saudade dos questionários de Biologia da Profe Naidy. As respostas estavam sempre lá no livro, prontinhas... era só pesquisar. E eu ainda reclamava.

1) Bom... essa é fácil. Tô me acabando de trabalhar e desperdiçando a melhor parte da minha vida... como chamam mesmo? A tal da xufentúde, né? Próxima.

2)Essa é mais complicada, vejamos... "NADA" não é uma resposta aceitável, né? Ainda mais pra uma professora que reclama da mediocridade de certos alunos. Tá... vejamos². Ahn... não preciso ficar falando aqui do que eu me orgulho, né? Vou só pensar, acho que tá bom demais...

Tic tac, tic tac, tic tac...
Tic tac, tic tac, tic tac...
Tic tac, tic tac, tic tac...
Tic tac, tic tac, tic tac...

Tá... beleza. É... poderia fazer mais coisas legais, tipassim... viajar mais, conhecer lugares tudibão, ter mais estórias pra contar. Posso me orgulhar do histórico escolar, mas não posso me orgulhar de ter um diploma superior. Começar uma facul duas "veiz" e não terminar é fim de carreira, néam. Não me orgulho de ficar em casa no sábado á noite. Não me perdôo pelo tempo que não dei pro meu pai...

3) Tô? Sei lá, né. Eu tento. No âmbito profissional, eu poderia ser um pouquinho mais comprometida com a correção das tarefas, né. Mas é que é tanta e o cansaço é tanto, que eu chego em casa sem querer olhar pra elas. Não que eu corrija "meia-boca", tão malucos? Cheia das "organização" do jeito que eu sou, até parece ¬¬. É que eu não corrijo mesmo. Tenho vontade de corrigir não, daí que tudo se acumula, vira uma bola de neve. E eu acho que eu poderia tomar vergonha na cara e estudar mais. Finalmente terminar uma facul, viajar pro exterior pra melhorar fluência e pronúncia e ter conhecimento de causa sobre o que ensino todos os dias. No âmbito pessoal... talvez se eu tivesse mais paciência... fosse menos agressiva e irônica, falasse menos. Falar menos...

4) Falar menos, né? É bom começar a praticar. Quando a gente fala menos, arranja menos pra cabeça, certo? E olha eu aí falando demais de novo.

Definitivamente, eu preferia responder perguntas sobre minhas bandas, músicos, livros e filmes favoritos... Se essa fubazada do colégio soubesse que responder a essas perguntas não é nada frente ao que eles terão que responder pra vida...

5 comentários:

Van disse...

Luamoredeníver!

Bonitas e bacanas disse...

"talvez se eu tivesse mais paciência... fosse menos agressiva e irônica"
"Quando a gente fala menos, arranja menos pra cabeça"

Será que resolveria meus problemas??? Tbém sou assim, mas, vai saber, né?
Se vc mudar e melhorar, me conte...rs
Bjsss

Shogun disse...

Mude apenas se isso te incomoda, se os outros se incomodam, azar deles.

Parabéns Luhzona

Hail!

Bonitas e bacanas disse...

Que estranho, agora que voltei pra te responder, vi que não escrevi uma coisa que achei que tivesse escrito. Que maluca.

Eu queria ter dito que realmente é bem imbecil, mas o que me irrita mais é qdo os jovens (hahaha, como se eu fosse velha, né, mas digo os adolescentes) falam que amam de paixão a bada/cantora da moeda (normalmente algum rapper maldito ou uma cantora seminua), mas mal conhecem as músicas e na semana seguinte já estão amando a banda/cantora da moda da semana seguinte.

Bem, agora esqueci o que vim te responder. Vou ter que voltar ao meu blog e ler seu comentário e voltar aqui de novo.
(Acho que tô velha, sim)
Já volto

Bonitas e bacanas disse...

Pronto.
Era para agradecer o apoio e falar que o pincel da Pro Art que você citou eu não conheço, mas eu ganhei num sorteio um kit de pincéis Pro Art, com estojo e tudo, e deve ter esse lá. Estou ansiosa para chegar!!

Bjss