Gostou de algum texto? Quer copiar o texto inteiro ou parte dele? Clique e saiba como fazer!

Licença Creative Commons
A obra Vagabond of the Western World de Luciana Alves Bonfim foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não-Comercial - Obras Derivadas Proibidas 3.0 Não Adaptada.
Com base na obra disponível em dontfearthereaper1981.blogspot.com.

Desejados!!!

sexta-feira, 26 de junho de 2009

Cômico, se não fosse trágico.

Mas é uma lei de Smurph mesmo...

Essas coisas só acontecem comigo... e olha que eu nem sou canceriana, hein!

Comprei o apontador para lápis do Marco Boni e o que aconteceu? Perdi.

Fui tentar tirar fotos para o blog Luluzices, usei a câmera que ganhei do Fer e da mãe, não deu nem um pouco certo... e o que aconteceu? Não sei onde enfiei a bendita câmera.

Quem não ouviu Michael Jackson, né? Cês já repararam que a maioria das reportagens sobre a morte dele tem "Billy Jean" tocando? Ó, ele nem era assim o meu artista favorito, né. Cês sabem que o Eddie Van Halen gravou a guitarra de uma das músicas super-hiper-mega-ultra famosas dele, né? "Beat it" é o Eddie na guita, gentem! E o riff de "Black or White"? É interpretado por ninguém mais, ninguém menos que o Slash! Slash e Eddie Van Halen!

Só lamento todas as porcarias que vão vir junto com a morte dele: gente se auto-promovendo e querendo ganhar dinheiro com a morte dele; especulações sobre o futuro dos filhos dele... mê, já prevejo o inferno que vai virar a vida desses moleques. Sem contar gente brigando pela grana que ele ainda deve ter... uh, dá até vontade de vomitar.

Mas olha só que interessante observar as pessoas quando essas coisas acontecem, né? Quando essas mortes ou tragédias acontecem, as pessoas perdem a noção. A gente tem que ficar ouvindo elas falarem sobre o quanto os famosos foram fantásticos com eles durante os milésimos de segundos que passaram com eles (seja estar do lado deles na hora em que eles passaram pela porta do restaurante, seja como pessoa responsável por limpar o lixo do banheiro que o famoso usou, etc...).

Quando não é isso, é gente linda, sorridente e bronzeada falando sobre a sorte de ter cancelado ou trocado a passagem do vôo que acabou de se espatifar contra o World Trade Center, cair no meio do oceano Atlântico... gente sem noção total, mêo!

O que as pessoas não fazem pra aparecer, né?

Vou terminar o post da forma que terminei ontem... não é uma homenagem pro MJ. A gente sabe dos problemas que ele viveu, das acusações, da vida que ele levava em casa com o pai, enfim... Não é uma defesa, nem nada... é só um trecho de uma música em que ele quis dizer muito mais do que parece:

"It don't matter if you're black or white"

4 comentários:

Bonitas e bacanas disse...

Ih, o duende que passa aqui roubando minhas coisas atacou sua casa?

Sempre somem coisas aqui, incrível!! Ás vezes aparecem, às vezes não. Que ódio.

Olha, as matérias que eu vi (e nós trabalhamos o dia inteiro com a TV em 3 canais ligada) só tocavam aquela música melosa dele, cujo nome agora esqueci. Se fosse Billy Jean, tava melhor.

Tbém acho uma bosta esse tipinho de gente.

Bjss

Shogun disse...

Imagine também o que as gravadoras não vão lucrar lançando trocantas coletãneas e todo tipo de pacotes kits e afins.

Van tulipa disse...

Eu nem acreditava nas acusações contra nele apesar de serem tantas.

Cris Pironi disse...

Perdi meu apontador Natura e fiquei boba qdo vi q tá custando 10 reais!

A Globo tá mandando bem no GR até agora.

Bjsss.