Gostou de algum texto? Quer copiar o texto inteiro ou parte dele? Clique e saiba como fazer!

Licença Creative Commons
A obra Vagabond of the Western World de Luciana Alves Bonfim foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não-Comercial - Obras Derivadas Proibidas 3.0 Não Adaptada.
Com base na obra disponível em dontfearthereaper1981.blogspot.com.

Desejados!!!

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Acaba o mundo, tã nã nã...

Acaba o mundo, tã nã nã!

A Minha Vanzete Tulipete Queridete da Luzete se despediu de mim hoje no MSNete deixando um linkete para um assunto superinteressantete.

Tá, já parei.

Então, Tulipete Queridete, gostei tanto que até fiz um post, ó:

Em diversas culturas ancestrais o ano de 2012 é marcado nos calendários como o “apocalipse”, o “fim do mundo”, “o juízo final”, “o fim de um ciclo” e, nos mais otimistas, “o ano em que esta era terminará e outra, melhor, será iniciada”. Maias, Egípcios, Celtas, Hopis, Nostradamus e diversos profetas, Chineses e Budistas, WebBots, Cientistas e Religiosos das mais diferentes crenças afirmam que algo extraordinário ocorrerá em nosso planeta em 2012 (ou antes). Nunca antes uma data foi tão importante para muitas culturas, para muitas religiões, cientistas e governos.

Gente, eu não sei de vocês, mas ó... eu acho que o mundo podia acabar mesmo. Eu não me oponho.

Esse mundo tá virado numa zona, é gente matando, roubando, sequestrando, estuprando, e o que é pior: se elegendo! É muita gente no mundo, é muita gente poluindo, é muita gente, muita gente, aaaaaargh, MUITA GENTE!

Além do que, eu tenho conta pra pagar até depois de 2012, já cansei de trabalhar nessa vida, além do que isso evitaria várias situações chatas, do tipo eu ter que ficar explicando por que ainda não casei nessa vida, porque não terminei a faculdade... o Brasil não gastaria zilhões com a copa do mundo, eu não viveria o bastante pra me ver de cabelo branco e cheia de rugas, também não saberia oque é vida de aposentado/pensionista do INSS, nem viveria pra me lamentar de não ter tido filhos, ou de ter tido e não ter sabido educar. Pensando bem, eu não viveria o bastante pra ver minha mãe e meu irmão morrer, então só isso já vale que o mundo se exploda.

Eu já disse que quero morrer antes da minha mãe? Acho que todo filho quer, né?

Eu sei que parece pessimista, mas acreditem se quiser... isso é otimismo. Meu tipo de otimismo, néam.

XD

PS: Credo, era pra ter sido mais engraçado...

7 comentários:

Rayssa disse...

Eu Voto no fim do mundo!
Canseei, o os jornais hoje em dia é um proprio filme de terror.
É ada coisa que agente vê cada ponto que chega o ser humando.
Pra mim deu tambem.
BEijooos

Daniel disse...

Putz , Lu, nesse mundo que você descreveu é melhor nem viver mesmo, que ele todo se exploda, kkkkkkkk.

Po, sempre pensei isso, em morrer antes de minha mãe, kkk, mas sei lá, acho isso meio cruel pra ela também, é meio egoísmo. Se coloca no lugar dela, imagina como deve ser triste pra uma mãe ver o filho jovem morrer, com futuro promissor e tal (mesmo que pro filho ou filha não seja tão promissor, pras mães acho que sempre deve ser né), ver morrer o filho que criou desde bebê e tal. Sei lá, deve ser uma situação muito complicada. Não curtiria ver minha mãe passando por isso. Mas da pra entender os dois lados da moeda.

Van tulipa disse...

Otimismo racional.
Explode tudo esse planeta!

Cris Pironi disse...

A gente quer morrer antes do pai e da mãe qdo não tem filho, depois q tem morre de medo de morrer e largar por aí, ainda q queira morrer antes deles. Ter filhos é o começo do fim hahahahaha

Esse lance de fim do mundo é aquilo, né, falavam q o mundo ia aacabar em 2000, meu tipo ouviu isso sei lá qdo, se na década de 40, 50, era criança, daí chegou pra minha vó e disse q ia parar de ir pra escola pq o mundo ia acabar mesmo.

Resultado: teve q continuar a ir na escola, teve família, criou os filhos, teve sucesso profissional, faleceu e o mundo não acabou. heuheuheueheu

O pior inferno não é o mundo acabar, é viver nesse mundo governado pelo ser humano. Uma frase q já me fez pensar muito na vida é essa:

"E se este for o inferno de outro planeta?" (Aldous Huxley)

E se na verdade já estivermos mortos e vivendo neste lugar depois de termos aprontado muito num planeta onde os seres eram mais, ãh, dignos e viemos parar aqui? É algo a se pensar.

Bjs.

Cris Pironi disse...

*meu tio ouviu

Bruna Belatriz Brasil disse...

Perfeito seu post
Seria triste ver o Freddie de cabelo branco, enrugado e pelancudo, tentando rebolar como aqueles caras dos Rolling Stones. Muito triste. Deus sabe o que faz com os gênios né!!!
Beijosss

Bonitas e bacanas disse...

Hahaha, Não acredito!
Meu amigo aqui do trabalho sempre fala disso. E ele acredita.
Eu gostaria que fosse verdade, mas acho que não é.

Hahahaha, vc não imagina como foi engraçado ler isso aqui. Sexta mesmo estávamos zoando um pouco com a cara dele, dizendo que depois do fim do mundo, iriam vir os marcianos estudar como o ser humano destruiu o ser humano e ele ficou bravo (não de verdade) que estávamos deixando o "fato" fantasioso demais hahaha

Bjs