Gostou de algum texto? Quer copiar o texto inteiro ou parte dele? Clique e saiba como fazer!

Licença Creative Commons
A obra Vagabond of the Western World de Luciana Alves Bonfim foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não-Comercial - Obras Derivadas Proibidas 3.0 Não Adaptada.
Com base na obra disponível em dontfearthereaper1981.blogspot.com.

Desejados!!!

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Trabalho - Cartão de Visitas

Ultimamente eu tô meio "bitolada" no trabalho. Queria arranjar um jeito de ganhar mais dinheiro - e quem não quer? Vender meu rim, como a Van sempre cogita, é impossível no momento. O negócio é trabalhar, né. Usar as armas que a gente tem.

No meu caso, a arma é o inglês. Nunca que eu ia imaginar que aquelas aulas do sábado á tarde, que eu tanto odiava, iriam me render uma graninha. Méritos da minha mãe, que não me deixou desistir e me fez fazer o curso até o fim. Agora a gente vê as mães fazendo todas as vontades dos filhos... mas isso é uma outra história....

Seguinte o estilo "plano de ação" ou "planejamento para 2010", eu andei analisando algumas coisas e cheguei á conclusão que, agora que não vou mais dar aula no colégio particular, vou perder um reforço financeiro importante no final do mês. De novo, vender o rim não está em questão. Então, resolvi que vou investir nas traduções.

Também resolvi que vou investir no meu "nome", afinal de contas, são onze anos de sala de aula na franquia, e uns cinco anos traduzindo artigos e resumos. A gente tem que usar isso a nosso favor, né? Por exemplo... já fazem dois anos que eu uso o $ das traduções para comprar dicionários de tradução de assuntos especializados. Já tenho os dicionários de Medicina Geral, Especialidades Médicas, Odontologia, Química, Ciências Farmacêuticas, Medicina Veterinária, Enfermagem, Administração e Negócios e Direito Societário. Todos eles pagos com $ de tradução.

Faltam muitos dicionários ainda, mas decidi que esse ano vou investir a $ da tradução em uma coisa que eu penso que vai me ajudar bastante a divulgar o meu nome: cartões de visita. Simples assim. Primeiro fiz um esboço no paint, que não ficou aquelas coisas, mas que eu gostei bastante.


Depois, pesquisei na internet algumas dicas sobre cartões de visitas e encontrei informações suuuuper interessantes nestes sites abaixo (recomendo com força):
Efetividade Net
Geranegócio

Foi aí que eu vi que estava fazendo errado. Muita gente poderia não entender a piada do botão vermelho "Don't panic!". E não tinha nada a ver eu colocar aquelas informações sobre tradução no topo do cartão. Então, achei alguns sites que permitem que você faça o seu cartão virtualmente e, depois, encomende com o próprio site. Só que, ao invés de comprar, eu experimentei várias possibilidades e dei um print screen na cara dura em cada uma das possibilidades que eu considerei legais. Dicas de sites pra fazer seu próprio cartão de visitas sem precisar pagar um profissional de design:

* Site em espanhol: Vistaprint tem várias opções para profissões. Se você quiser, pode upar uma imagem e fazer seu próprio cartão. Experimente as Tarjetas em Produtos Gratuitos e em Imagem Corporativa. Dá pra editar os cartões premium e dar print screen!

* Site em inglês (O MELHOR): Tiny Prints No menu, vá em "shop by occasion" e procure pelo link "business cards". O legal desse site é que você pode vizualizar alguns cartões em várias cores, e upar seu logotipo ou imagem.

* Site em inglês (O MAIS SIMPLES): Free PDF Cards. Super simples e prático, permite que você upe o seu logo ou uma imagem. Só que... ele não fica legal com acentos da língua portuguesa.

O meu, eu "catei no Tiny Prints. Se vocês forem comentar, poderiam por favor mencionar qual voCês preferiram?











Abraço, pessoas!


Lu Bonfim


PS - mandei a planilha do Excel pro Bond. Se alguém mais quiser, me avisem!

Um comentário:

Van disse...

O segundo!