Gostou de algum texto? Quer copiar o texto inteiro ou parte dele? Clique e saiba como fazer!

Licença Creative Commons
A obra Vagabond of the Western World de Luciana Alves Bonfim foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não-Comercial - Obras Derivadas Proibidas 3.0 Não Adaptada.
Com base na obra disponível em dontfearthereaper1981.blogspot.com.

Desejados!!!

domingo, 7 de março de 2010

Resumo da Semana II para os amigos que moram longe.

O texto tá cheio de erros, eu reli mas não tive coragem de editar tudo... me perdoem aê. E passem pelos erros fazendo que conta que eles não estão lá.

Gente, eu sinceramente não sei até quando vou conseguir resumir a semana pra vocês, fubás. E também não me lembro muito bem de detalhes. Então, Emmer, não vai esperando muita coisa a mais no MSN, porque eu não lembro, eu sou uma pobre pessoa com a memória em frangalhos!

Anets que eu me esqueça... Amanda, se você estiver lendo isto... eu li o seu post de 03/03 e acredito com força que sei o que aconteceu, imagino o que você deve estar sentindo, e reforço que "I´LL BE THERE FOR YOU" a qualquer hora!

Segunda, dia 01/03
Uma porcaria. Dia salvo apenas pela aula de Introdução aos Estudos Literários, que está  vez mais interessante. A professora é tão boa que está operando um milagre na minha vida: estou começando a entender qualé a dos poemas e, pasmem, começando a gostar!

Terça, dia 02/03
A aula de Latim I se arrastou, como sempre. Me dá um desespero aquela coisa de ficar repetindo a mesma coisa três vezes, de ficar com aquela voz arrastada durante duas aulas. O que salva são as piadinhas do professor. Não que elas sejam ótimas, mas é que o contexto e a maneira como são feitas, fica praticamente impossível não rachar de rir, se não da piada, pelo menos da situação que ela causa.
A aula de Língua Estrangeira I foi um porre, sinto dizer. Aprendemos a dar bom dia e seus derivados, oi e seus derivados, a se apresentar e dizer "my name/last name is..." Quis sair corrrendo, embora a professora seja um amor de pessoa, não se pode negar isto de jeito nenhum!

Quarta, dia 03/03
Matei a aula de Língua Estrangeira I, lórrico. Pretendia corrigir tarefas da franquia e terminar de ler o texto que deveríamos resumir para sexta-feira, mas fui besta o suficiente para sentar na Capela. Aí, tive que pedir um suco e pastel, que eu sou fidideus, néam. Aí, o Du (do busão, o Harry Potter) e uma amiga dele de facul chegaram reclamando que as aulas deles tinham sido trocadas de dia e eles vieram pra aula de bobos. O Du resolveu que iria se embriagar, e a gente ficou lá falando de HP, Lost, da Vida, do Universo e Tudo Mais.... até que chegou uma galera da sala dele na hora do intervalo. E eu recolhi os meus materiai - que não foram usados, obviamente, e rumei para a minha aula de Latim I.
Na aula de Latim I o professor deixou bem claro, através de indiretas (?!) que o primeiro ano vai cantar o Hino Nacional Brasileiro em LATIM (?!) na Noite Cultural de Letras, na terça que vem.

Audierunt Ypirangae ripae placida
Heroicae gentis validum clamorem,
Solisque libertatis flammae fulgidae
Sparsere Patria in caelos tum fulgorem.

Pignus vero aequalitatis
Possidere si potuimus brachio forti,
Almo gremio en libertatis,
Audens sese offert ipsi pectus morti!

O cara Patria,
Amoris atria,
Salve! Salve!

Não que seja difícil. Se ele acha o primeiro ano vai pagar este mico, eu não sei. Mas a hora em que ele chamar a gente pra cantar o Hino, vou fazer cara de veterana e grudar a bunda na cadeira. Pelamor!
Enquanto o povo cantava o hino, eu estava lá firme e forte e empenhada em fazer o resumo para sexta-feira. O texto estava difícil, mas eu resolvi ficar estressada numa boa (by Douglas Adams) e encarar a tarefa. No meio do meu desespero, eu espio a Poli virada pra im e me chamando. Segue diálogo aproximado:

Poli: "Cê tá fazendo o resumo da Luciane?"
Lu: "Uhum!" - balançando a cabeça e fazendo cara de SOCORRO, ME AJUDA!
Poli: "Não é mais pra sexta, é pra quarta que vem!"
Lu: "Ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhh boooooooooooooooooom!"

E não é a primeira vez que eu tô lá me matando pra fazer uma tarefa e descubro que tô indo além do necessário. Eu lá traduzindo o texto inteiro de Creatio Mundi (três primeiros parágrafos do Gênesis em Latim) e descubro que era só o primeiro parágrafo, MAS QUE DROGA! Aí eu já estava no final mesmo e fiz o resto só de birra e de raiva. Ah, vá se ferrar!

Quinta, 04/03
As aulas de Introdução aos Estudos Literários (toda vez tenho que apagar Históricos e escrever Literários!) e Literatura Infanto-Juvenil foram massa. Nem parece que o tempo assou e a aula acabou, e eu quase falo "ah!" no final da aula. QUASE! Mas não chego a tanto. Nesse dia, a gente foi na Capela na hora do intervalo com os meninos da minha sala, mas a Van desisitiu no meio do caminho por causa do tanto de gente que tinha na Capela. Bem que ela fez. Os meninos escolheram uma mesa bem NO MEIO da Capela. A maior incidência de luz, a maior quantidad de pessoas indo e voltando e passando e... AFE! Fiquei lá com eles rindo do fato da semelhança de rosto entre o nosso professor e o Dick Vigarista, e de um colega de sala e o Leôncio. Mas voltei pra aula direitinho, cês não ficaram com orgulho de mim? E nem bebi! Por causa disso, tive que aguentar piadinhas do tipo "tá pagando promessa?", mas tudo bem.

Na quinta eu também cheguei á conclusão de que eu sou uma besta quadrada fadada a paixões platônicas. Não bastasse a natureza platônica da minha paixão, ela também é longínqua. E gaúcha. Eu me odeio.

Sexta, 05/03
Olha, eu tô começando a achar que Leitura e Produção Textual vai ser a minha pedra no sapato. Não tem nada a ver com a matéria ser chata, porque não é. Nem a ver com a professora ser chata, porque não é. Mas com o fato de ser uma aula que vai exigir bastante, ao que tudo indica. Cada aluno teve que ler, na sequência do texto, a parte que tinha sublinhado e entendido ou não entendido, e fazer um comentário sobre o que tinha lido. E os alunos com a voz mais baixa era solicitados a se levantaaaaaarem (?!) pra falar. Coitados, logo os mais tímidos! Sorte que nessas horas o meu lado geminiano ajudou, além do fato do texto conter noções de história que eu já dominava.

No intervalo, a Van descobriu que tinha uma moça vendendo trufas e conseguiu comer duas: uma que ela comprou e outra que ela fez o PM que estuda junto com a gente comprar ganhou do PM que estuda junto com a gente kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk. Eu ri! E olha que eu achava ele o cara mais antipático da sala. Mas como a gente sempre está nessa vida pra sentar na jaca mesmo e quebrar a cara, acabei achando o PM gente fina e mordi a minha língua. E é um PM, néam. Mas é casado. E não vem estudar de farda, então pffffffffffffff.... dane-se.

A aula de Literatura Infanto-Juvenil foi mara também. A parte ruim ficou com o fato de o segundo ano estar assistindo a essa aula com a gente. Aí, a sala enche, a conversa aumenta, e eu fico P da vida. Também fiquei P da vida porque, numa sexta-feira em que a gente conseguiu sair da sala 22:35 (inéééédito até essse dia) o seu Armindão já estava lá com o ônibus funcioando, TAQUEPARIU!!!!!! Nem pra eu poder ficar lá olhando a "paisagem"?!  Odío!

Daê, no busão, a Jéssica, a Mariana e mais umas meninas de Letras me chamaram pra ir no Villa tomar um suco antes de ir embora, mas a tonta besta quadrada aqui não aceitou porque tinha que dar aula ás oito da manhã no sábado. Tudo bem que eu tinha aula ás 08:00 da MADRUGADA no sábado, tava meio sem tempo (=grana $$$, mês de fevereiro do capeta!) e bastante cansada, mas um suco não iria me matar!

Cheguei em casa e fui ver Top Top com o Fer até 01:30 da madrugada. Eu me odeio II.

*****************************************

Como a gente combinou, nada de e-mails sobre isso, então. Até quando der, eu vou postando. Semana que vem, dia 13/03, tem Esquadrilha da Fumaça aqui em Palotina, seus fubás! Pede se eles vão pra Maringá? Pede se eles vão pra Curitiba?

No mais, ando querendo dormir a toda e qualquer hora "livre". Acontece que, para eu ter uma hora "livre", eu preciso deixar de fazer alguma outra coisa, dentre as quais: comer, corrigir tarefa, fazer trabalho, ler textos. Esses dias quase não fui pra facul (quinta) pra ficar dormindo. Sorte que a minha mãe acha que eu ainda tenho 15 anos e me enchou o saco pra eu acordar e ir "pra escola" aaaaaaaaaaaahahahahhahahahhaha.

Me contem de vocês, fubás!

2 comentários:

Emerson disse...

kkkkkkkkkkk
só vc pra me fazer sentir saudades da viadeste

lol

D. Têre rules! "Vá pra escola Luciana"

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Emerson disse...

A esquadrilha da fumaça é legal, mas nem vou falar as coisas q terão aqui em ctba porque seria covardia né.

mas começa com pla e termina com cebo, entre outrens.

;)