Gostou de algum texto? Quer copiar o texto inteiro ou parte dele? Clique e saiba como fazer!

Licença Creative Commons
A obra Vagabond of the Western World de Luciana Alves Bonfim foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não-Comercial - Obras Derivadas Proibidas 3.0 Não Adaptada.
Com base na obra disponível em dontfearthereaper1981.blogspot.com.

Desejados!!!

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Dileti Discipuli dant multas laetitias sedulae magistrae.

do latim Discipulus, discipuli = aluno, alunos.
do latim Diletus, dileti, dileta, diletae = querido (os), querida (as)

Estudar latim até que serve pra alguma coisa... mas vamos ao que interessa - ou não.

Daí que eu vinha no onibus da facul ouvindo músicas no talo com o meu MP4 - headphone way of life! - quando de repente algumas linhas de guitarra e de bateria me chamaram a atenção. Sim, porque eu gosto de uma guitarra distorcida e uma bateria nervosa.

Daí que eu lembrei dos meus dois alunos: um que estuda guitarra, outro que estuda bateria. Sim, porque eu tenho a impressão de que professor nunca pára de trabalhar e vive pensando nos alunos - até no ônibus pra facul.

Daí que eu resolvi gravar um CD para cada um com as guitarras e baterias que eu tinha gostado. Sim, porque gastar 2 CDs e quinze minutos gravando esses CDs nao é NADA perto do tanto de $ que os pais dos meninos já gastaram com mensalidade.

Daí que eu fiquei com medo de que eles não fossem gostar das músicas. Sim, porque justamente por ter sido professora dos pirralhos durante nada mais, nada menos do que oito anos - o inglês deles é perfeito! - eu sabia o quão críticos, irônicos, sarcásticos e cínicos eles conseguiam ser.

Daí que hoje, quando eu já tinha até me esquecido da história do CD de semana passada, o "guitarrista" disse que gostou de todas as músicas e o "baterista foi gostar logo da música que eu achei que ele odiaria: a única música instrumental do CD. Sim, porque a gente sempre dá menos crédito pros bateras, né...

Daí que foi sincero da parte dos dois. Sim, porque justamente por ter sido professora dos pirralhos durante oito anos - já disse que o inglês deles é perfeito?! - e saber o quão críticos-irônicos-sarcásticos-cínicos eles conseguem ser, eu soube que, dessa vez, tinha sido sincero!

Ê, molecada... só me enchem o saco, mas só me dão alegria!

Por essas e outras que eu AMO ser professora.

XD

Um comentário:

KahSilva disse...

Huuuum...que chique a profe!!!ai,tô precisando urgente de umas aulas particulares,é que por causa da medicação que tomo,minha memória fica prejudicada,então não consigo grava muito do que aprendo nas aulas do Fisk.Bem que a gente podia ter umas aulinhas pelo msn,kkkk...Tô brincando,faz dias que quero te add no msn,mas sempre acabo esquecendo,lá vai:
katiavmsilva@gmail.com

Voltando aos coments,meu pai é músico(não sei se falei disso antes)e justamente o principal dele é batera,então sempre que ouço uma música,a batera é o que me chama mais atenção.Nunca toqei de verdade,mas acompanho a batida direitinho nas mãos,hehe...
Agora meu filho tá aprendendo guitarra,e tô amando,então qdo ouço algo,fico dividida entre a batera e a guitarra.Mas pelo visto,você tem bom gosto,já que os seus Discipulus gostaram do CD.
Lú,o inglês deles deve ser perfeito mesmo,já que foi tú quem ensinou...
Beijos coloridos!!