Gostou de algum texto? Quer copiar o texto inteiro ou parte dele? Clique e saiba como fazer!

Licença Creative Commons
A obra Vagabond of the Western World de Luciana Alves Bonfim foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não-Comercial - Obras Derivadas Proibidas 3.0 Não Adaptada.
Com base na obra disponível em dontfearthereaper1981.blogspot.com.

Desejados!!!

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Realismos.

Não acredito mais.

Chegar até essa conclusão é doloroso. Mas não é uma conclusão que apareceu "do nada". Infelizmente, é uma conclusão construída ao longo de um certo tempo.

A gente passa a infância ouvindo sobre o príncipe cheio de virtudes que vai chegar no cavalo branco. Depois, transfere a imagem do príncipe no cavalo branco pro carinha do colégio. Mas ele não olha pra gente, olha só pras princesas - ele não sabe (ou finge que não sabe), mas elas são as bruxas más.

Daí, você cresce mais um pouco e se dá conta de que a história do príncipe é uma babaquice, você quer mesmo é conhecer vários vassalos - esses sim muito mais interessantes. Mas os vassalos acabam sendo tão decepcionantes quanto o príncipe do cavalo branco.

Entretanto, como você foi criada com contos de fada, você ainda acredita que alguém há de ser tão honrado como seu pai foi com sua mãe. Até quando a imagem de herói do seu pai pode durar, se você olha ao redor e vê que a maioria das histórias de vida são regadas a traição e desrespeito? Aí, você começa a questionar a memória do seu próprio pai - e surta. Não é possível que, num mundo onde todos os homens traem e desrespeitam, o seu pai tenha sido tão honrado assim. Mesmo nunca tendo motivos, voce joga a imagem de homem perfeito que tinha do seu pai no mesmo saco de farinha dos outros caras sacanas.

Enquanto isso, a roda da vida continua a girar, e a cada dia voce fica sabendo o quao baixas as pessoas podem ser, e o quanto elas podem machucar, magoar e desrespeitar as pessoas que elas dizem que amam. E o cara perfeito, a tampa da panela nunca aparece, porque eles nao se parecem com seu pai. Freud explica.

Mas espera ai. Eu nao tinha acabado de dizer que meu pai pode nao ter sido tao honrado quanto eu sempre imaginei? Se meu pai tivesse sido um safado sacana, e, Freud explica, eu estivesse procurando alguem como meu pai... entao seria facil achar qualquer traste por ai. O mundo ta cheeeeeio deles.

Logo... meu pai nao foi um traste safado e sacana. Ufa. Pelo menos isso ta resolvido. Nao acho alguem parecido com o meu pai porque so existe safado e sacana filho da puta nesse mundo. Menos uma neurose com a qual me preocupar.

Eu sei... foi um raciocinio meio comprequisso.

Mas... nao eh de desanimar? Saber que todo mundo quer se dar bem as custas de enganar os outros. Saber que voce pode ser traida por amigos ou namorados ou maridos ou namoridos. Saber que podemos estar sendo feitos de bobos enquanto todo mundo ri da gente e seremos os ultimos a saber?

Fato e que eh deprimente ficar sozinha, mas eh deprimente saber que poderia ser pior. Voce poderia estar do lado de alguem que so vai te fazer mal.

Eu tenho acordado meio realista ultimamente. Nao que isso seja uma boa coisa.

3 comentários:

Bonitas e bacanas disse...

Luuu, adorei!!!!

Olha, ficar sozinha Não acho chato, não. Tem épocas que é e tem épocas que não é. Qdo tô muito focada em mim ou nos meus planos, quero muuuito tempo sozinha.

No verão, nossa, tbém. Me dá vontade de colocar um anúncio no twitter: troco namorado por ar-condicionado.

Mas às vezes é ruim msm e dá vontade de ter alguém e aí tem todos esses problemas aí de cima.

Sei lá, acho que o jeito é desencanar. Se der, deu, se não der, foda-se. Pq aguentar gente cretina é que é ruim, em todas as ocasiões, né?

Bjssss, Lu!!

Bonitas e bacanas disse...

Lu, perdi o post anterior. Só to lendo agora.

Rodeio é coisa de gente covarde msm. Nunca fui e nunca irei.

E eles apertam o touro pra ele pular daquele jeito.

Os filhos da puta querem se fazer de muito machos, mas só dominam um touro assim, batendo e amarrando. E qdo caem no chão, ainda vai um lixo lá distrair o touro pra não acertar o lixo maior.
É coisa de gente cretina, covarde e ignorante.

Infelizmente, muita gente não tem ideia de que maltratam os animais e apoiam esse lixo. E, claro, tem a escória da humanidade, q sabe e gosta
Mas aqui se faz aqui se paga, né? Cada um vai ter o q merece.

Suave Veneno disse...

Lu, Às vezes só vem o cavalo...o príncipe parece que é lerdo, burro ou retardado e fica pelo caminho...Mas, e quando só vem o cavalo ??? O que fazer ???? Parece que pertencer a raça humana fica pelo caminho...e o cavalo que vem é, além de estúpido, mal educado e sacana é também um insensível. Se pelo menos tivessem a sensibilidade do cavalo animal...ia ser ótimo porque todo amimal, principalmente os cavalos...são um doces de animais.
Nossa muita filosofia ! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Beijos
PS- Meu pai faz parte dos canalhas, e graças a Deus meu marido é bem diferente dele...e o dia que mijar fora do penico...o pé na bunda dele tá prontinho ! kkkkkk Sofrer por canalha não vale a pena !