Gostou de algum texto? Quer copiar o texto inteiro ou parte dele? Clique e saiba como fazer!

Licença Creative Commons
A obra Vagabond of the Western World de Luciana Alves Bonfim foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não-Comercial - Obras Derivadas Proibidas 3.0 Não Adaptada.
Com base na obra disponível em dontfearthereaper1981.blogspot.com.

Desejados!!!

quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Diário de bordo em fotos - Burg Trifels

Foi, de longe, o burg que eu mais gostei de visitar. Um dos maiores e mais altos, com vista para diversos outros burgs. Dizem que o Ricardo Coração de Leão ficou preso aí durante umas três semanas... Foi Hitler quem reconstruiu o burg e pisou na bola porque não considerou as características medievais originais, mas tá valendo. As escadas desse burg estavam todas muito gastas no meio dos degraus, de tantos séculos de gente subindo e descendo... e é óbvio que eu acho isso emocionante... aloka.

Trifels é lindo por diversas razões, mas a mais legal é que, de longe, você não percebe a grandeza do lugar. Aí, conforme você vai subindo a montanha, vai descobrindo as paredes do burg, vai entendendo o tamanho do lugar...





Finalmente, depois de achar que ia por os pulmões pra fora, chegamos ao pé do burg. Descabelada, bufando, mas feliz - eu faria tudo de novo.




Dá pra perceber como a construção é recente pelas paredes da foto abaixo:




Subimos de um lado da montanha (esquerdo) e descemos do outro lado (direito). 40 minutos de caminhada pela encosta da montanha (dá pra ver na foto abaixo de onde saímos e onde chegamos), sem parar de falar de Game of Thrones, eu e Taís. Só eu e ela, porque quando começamos a falar do lindo do Khal Drogo, o Stéfano apertou o passo e largou a gente pra trás =P



Finalmente chegamos na cidade - errada. Tínhamos que descer em Anweiller e fomos parar em uma cidade, do lado errado da montanha, cujo nome nem me lembro... mas com lugares lindos... Foi a única vez que eu tive que comprar bilhetes de trem sozinha pra trocentas pessoas, numa máquina que eu não fazia ideia de como funcionava... e a minha alegria foi enorme quando descobri que podia selecionar o idioma inglês....



Nenhum comentário: