Gostou de algum texto? Quer copiar o texto inteiro ou parte dele? Clique e saiba como fazer!

Licença Creative Commons
A obra Vagabond of the Western World de Luciana Alves Bonfim foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não-Comercial - Obras Derivadas Proibidas 3.0 Não Adaptada.
Com base na obra disponível em dontfearthereaper1981.blogspot.com.

Desejados!!!

sábado, 24 de novembro de 2012

Dois por um.

Nem só malvada, nem só boazinha. Um pouco das duas coisas, e tudo misturado. Quer dizer tanto sobre mim e sobre todas as pessoas. Entendendo isso, a gente entende parte das atitudes e reações da gente e das outras pessoas. Fica mais difícil jogar a culpa nos outros -  a gente sabe que também tem culpa no cartório. A gente fica mais tolerante - eu também posso ter a mesma atitude e reação do Fulano.

Retrospectivas de final de ano... sempre faço uma no blog. Mas estes últimos dois meses... ah, quanta intensidade de conflitos emocionais nestes últimos dois meses. No fim de tudo, se eu pudesse resumir o que aprendi, é que... o que mais dói, o que é mais difícil - e necessário - de aceitar é que não é culpa de ninguém além de mim mesma. Eu fiz as escolhas, e somente eu devo assumir a culpa e as consequências das escolhas que eu fiz. Lógico, não errei sozinha. Lógico, não escolhi sozinha. Mas o que é minha parte de sofrimento e de culpa, eu aceito, porque eu fiz por onde.

Perder amigos, perder prazos, perder provas, perder nota, decepcionar amigos, decepcionar professores... eu fiz por onde.

"Ah, Lu, mas você não errou sozinha. Você não fez por querer... E tem que ver que esse ano não foi fácil pra ninguém..."
E daí?! O sofrimento é o mesmo, portanto eu aceito. Não faço de conta que nada aconteceu, porque o sofrimento é real demais pra ignorar que algo tenha acontecido.


Nem só malvada, nem só boazinha. Porque metade de mim é a Evil Queen, e a outra metade vai ser a Snow Queen, quando o verão passar e a temporada de bicar na piscina terminar, e eu puder tatuar novamente sem passar o terceiro verão seguido só do lado de fora, olhando o povo todo se divertir dentro d'água.



E vamo que vamo...

Nenhum comentário: